Harmony Clean Flat Responsive WordPress Blog Theme

♥ ♥ ♥

Leio, logo indico: Noah Foge de Casa

20:40 A leitora 12 Comentários Categoria : ,

      Hey Leitores!

      Ler a história de Noah é como adormecer numa tarde de outono com lágrimas nos olhos e ter um lindo sonho, e através dessa resenha os convido a sonhá-lo também, para então, repensar alguns fatos da vida.

        Antes prosseguir com minhas impressões sobre a obra, devo alertá-los que uso muitos adjetivos para isso, pois é fácil e o mesmo tempo difícil descrever “Noah foge de casa”, é fácil elogiá-lo, mas difícil abarcar todas as suas qualidades. Vocês verão que uso algumas metáforas, pois a história em si é uma metáfora, daquelas mais sutis, que se escondem atrás de um sorriso que quando alguém com sensibilidade mínima o vê logo descobre segredos, que de tão evidentes tornam-se difíceis de se desvendar.
Sinopse: Noah tem oito anos e acha que a maneira mais fácil de lidar com seus problemas é não pensar neles. Quando se vê cara a cara com uma situação muito maior do que ele próprio, o menino simplesmente foge de casa, aventurando-se sozinho pela floresta desconhecida.
      Logo, Noah chega a uma loja mágica de brinquedos, com um dono bastante peculiar. Ele tem uma história para contar, uma história cheia de aventuras que termina com uma promessa quebrada, uma história que vai levar o fabricante de brinquedos a pensar sobre o seu passado e Noah a pensar sobre aquilo que deixou para trás.
      Em seu primeiro livro infantojuvenil desde o best-seller O menino do pijama listrado, que vendeu mais de 350 mil exemplares só no Brasil, o escritor irlandês John Boyne cria um mundo que mistura contos de fadas com os problemas mais cotidianos de um garoto comum. Esta fábula leve e inteligente prende os leitores até o final com dois grandes mistérios: por que Noah fugiu de casa e quem é o fabricante de brinquedos?

Selinhos ♥ # 4

18:55 A leitora 7 Comentários Categoria : ,


Hey! 
Gente, recebi outro selinho! A Lia do Verbo ler é sempre uma fofa que não esquece do blog  ^.^, fiquei muito feliz em fazer esse post com um selo lindo que ela repassou! E, com o mesmo carinho, indicarei a  outros blogs :)
Atualização: Hoje (06/06/13), mais de 1 ano após a publicação desse post, a Dani Casquet, do Blog Livros, a janela da imaginação indicou o mesmo selo *-* (Obrigada, Dani!), mas elem tem algumas perguntas, por isso além de citá-la e agradecê-la, responderei no final do post ^.~


... Mas antes... vou responder à pergunta, pois as regras para aceitar o selo são:

1. Responder à pergunta.
2. Indicar o selinho para 7 blogs.

Falar 7 coisas sobre mim

Não sei bem o  que dizer, mas... lá vai :

1- Meu nome é Bruna (digo isso, porque não aparece meu nome em lugar algum aqui no blog :p) ... e sou bem tímida (mas me esforço ^^)
2-  Formei-me na faculdade de Letras e ingressei na carreira do magistério no ano passado.
3- Eu amo doces... qualquer um *.*
4- Gosto de desenhar (quando me sinto inspirada ^.^ )
5- Sou Twilighter ... sangue verde  (\o/)
6- Tenho vontade de fazer um curso de fotografia *.*
7- Estou sempre atrasada, mas chego sempre no horário (como na música dos Engenheiros do Hawaii, já ouviram? Postei aqui :D)


Blogs:



Perguntas que recebi da Dani:

1.    O que você mais gosta de cozinhar, sobremesas ou guisados?
Para ser bem sincera eu não gosto muito de cozinhar :p... mas se é para ir para a cozinha, sobremesas, com certeza!!

2.    O que é mais importante para você numa pessoa: a personalidade ou o físico?
Personalidade, sem dúvida! Afinal, não é o físico que sustenta uma amizade ou proporciona os melhores momentos da vida. É possível conviver bem com uma pessoa independente de sua aparência, já com uma que tenha personalidade com traços de coisas que não nos agrada, ou contrarie nossos valores, é bem difícil.

3.    Quando você começou o blog?
Publiquei meu primeiro post em Fevereiro  de 2011 :)

4.    Quem foi a pessoa que o(a) inspirou a começar nesse mundo?
Alunos! Durante o período de estágio na faculdade... na verdade depois de auxiliar uma de minhas professoras do curso a realizar as oficinas da Olimpíada de Língua Portugues, queria motivar os alunos, compartilhar meu amor pelos leitura/escrita (infelizmente poucos real mostraram interesse  em utilizar a internet com esse propósito :x).

5.    Você costuma seguir muitos blogs e ser seguido?
Não sigo tantos (sigo um bom número, mas comparado com outras pessoas...),normalmente preciso me identificar de alguma forma. Já ser seguida, tenho poucos seguidores no blog, alguns no Twitter...mas, mesmo querendo ter mais seguidores, acho importante dizer que tê-los só é importante se essas pessoas são realmente “meus leitores”, caso contrário  se tornariam apenas números :/ *triste*

6.    O que você mais gosta: Você cozinhar ou que cozinhem pra você?
Ah! Essas perguntas estão muito fáceis de responder  ^.^ Minha querida mãe cozinha muito bem, então minha resposta não poderia ser outra: que cozinhem para mim rsrs (aí eu nem me importo tanto em lavara louça rs)

7.    Você come em casa ou no trabalho?
Em casa. :)

8.    Você costuma fazer receitas vegetarianas?
Não :( Queria ter mais força de vontade e me tornar vegetariana. Não sou muito fã de carne, porém como ...e realmente sinto-me culpada/envergonhada por isso T.T (Se bem que tem dias que simplesmente dispenso, quando vejo animais por exemplo... Ah, os porquinhos, tão lindos

9.    Qual sua melhor receita?
Serve Miojo ? rsrs  Não sei, não costumo me aventurar em grande receitas :X, mas talvez seja meu brigadeiro ^.^

10. Como você pede pra alguém ser seu amigo?
Acho que nunca pedi ( alguém pede?) Para mim, a amizade é movida por “forças” invisíveis... aquelas do tipo “o essencial é invisível aos olhos”,  são essas coisas essenciais que cativam as pessoas e fazem brotar uma amizade :)

11. Qual foi o melhor filme que você já viu?

Essa é a pergunta mais difícil! São tantos filmes! Deixe-me pensar...( gosto muito de Titanic, mas é tão triste... Sou Twilighter - engraçado, falei isso há um ano também rs - , mas não sei ... tem Harry Potter também)  Ah, acho que vou escolher um que acho perfeito, na medida certa... Orgulho e Preconceito ^.^

Até o próximo post!


Das páginas de um livro # 4 ::: A Invenção de Hugo Cabret

13:46 A leitora 2 Comentários Categoria : ,

       
        Hey Leitores!
      Mais uma vez faço um post retomando uma das resenhas que postei aqui no blog, dessa vez o “Das páginas de um livro” é dedicado ao concorrente ao Oscar desse ano … isso mesmo! Livros bons geram bons filmes ^^ e apesar de não ter assistido, vou recomendá-lo com muito prazer. Esse post já estava nos meus planos (porém tinha outro pronto) e, como acabaram de sair os nomeados ao prêmio, adiantei-me um pouco… apresento a vocês a versão cinematógrafica de "A Invenção de Hugo Cabret"!!

      Além de set um modo de atrair os espectadores para a leitura de uma excelente livro, o filme conseguiu cativar os jurados da mais famosa premiação do cinema:
LOS ANGELES, EUA, 24 Jan 2012 (AFP) -A aventura em 3D "A Invenção de Hugo Cabret", do diretor Martin Scorcese, conquistou 11 indicações ao Oscar nesta terça-feira, à frente do filme mudo "O Artista", que recebeu 10.
Em seguida, aparecem "O homem que mudou o jogo", estrelado por Brad Piit, e "Cavalo de Guerra", de Steven Spielgerg, cada um com seis indicações.
      O trecho acima foi publicado hoje no portal do Terra, mas antes que a Acadêmia pudesse chamar a atenção do mundo para o longa, ele já ele já era notícia por ser um filme dirido por Martin Scorsese, em que o renomado diretor utilizou pela primeira vez em um de seus trabalhos o formato 3D. Confiram parte da matéria publicada pelo IG na semana de estréia do filme nos EUA (chega este mês aos cinemas brasileiros):
O diretor Martin Scorsese, um dos cineastas mais reconhecidos em atividade, acredita que o futuro do cinema está no formato 3D, uma técnica que experimentou somente aos 69 anos com seu novo filme, intitulado "Hugo".
Ganhador de um Oscar com "Os Infiltrados" (2006), Scorsese reconheceu em entrevista coletiva que sempre teve vontade de filmar nesse formato e que este era o momento de tentar, "de aproveitar a tecnologia e utilizá-la de uma maneira que se enquadre na história".
Protagonizado por Ben Kingsley e Sacha Baron Cohen, "Hugo" estreia nesta sexta-feira em Londres. O longa-metragem 3D de Scorsese narra as peripécias de um menino órfão que vive escondido na estação Montparnasse de Paris, na década de 1930.
"Inicialmente, as pessoas rejeitavam os filmes em cor. Os críticos e os diretores achavam que a nova técnica era só para os musicais e os 'westerns'. Algumas décadas depois, todos os filmes eram em cor. Acho que o 3D passará por algo parecido", comentou o cineasta.
O novo trabalho de Scorsese é uma história familiar, protagonizada por crianças, sem sangue, sem violência e muito afastada das temáticas de seus filmes mais conhecidos, como "Táxi Driver" (1976), "Touro Indomável" (1980) e "Os Bons Companheiros" (1990).
O roteiro é uma adaptação do romance "A Invenção de Hugo Cabret" (2007), de Brian Selznick, um conto inspirado em uma história real de Georges Méliès, um dos pioneiros do cinema fantástico e dos efeitos especiais.
"O que é fascinante em Méliès é que ele explorou e inventou a maioria das coisas que estamos fazendo agora. Tudo o que está aí", relatou Scorsese, que dedica parte de seu tempo à recuperação de filmes e fotogramas perdidos para documentar a história da sétima arte.

Chloë MoretzJude LawRay WinstoneSacha Baron CohenBen KingsleyChristopher Lee, Helen McCrory, Frances de la Tour, Richard GriffithsMichael Stuhlbarg e Emily Mortimer  estão no elenco. 

      Veja abaixo um dos trailers do filme. Mas, antes, eu não poderia deixar de comentar o quão incrível é ver na tela aquilo que eu imaginava enquanto lia. Quem já leu o livro, ou mesmo a resenha, sabe que a obra contém ilustrações fantásticas, que parecem nos sugar para suas páginas, que mesmo sendo em preto e branco, sem movimento, criam vida na imaginação do leitor... então, agora, vocês poderão entender um pouco melhor a que eu me referia, pois o trailer é lindo, e mesmo que não substitua deforma alguma o sentimento que se tem ao ler, é um excelente complemento para leitura. Ao meu ver, é melhor ler o livro e depois ver o filme (qual é a sua opinião?), mesmo que ele não consiga atingir a grandeza do primeiro, como eu disse,  virá somar à experiência da leitura, deixá-la ainda mais… mágica *.* Espero que gostem, porque eu amei!









Até o próximo post!!


 Acesse as fontes: Último Segundo - Ig, Notícias - Terra e Youtube

Tá na rede # 5 / Dica de Leitura ::: Os Diários Secretos de Aghata Christie

17:12 A leitora 4 Comentários Categoria : ,


       Hey Leitores queridos :D!
       Como eu fiquei mega feliz com os comentários da resenha do livro "O natal de Poirot" que postei aqui … achei interessante compartilhar com vocês esse artigo sobre um livro especial, não exatamente mais um um romance, mas para os fãs é tão bom quanto (u.u eu quero!). Estou falando da publicação da editora Leya. Quer saber mais, então leia a matéria escrita por Maria Carolina Maia, para o Veja meus livros, blog da revista Veja, logo a seguir, e perceba que é realmente um achado, pois quem não gostaria de saber como funcionava a mente de uma das mairoes escritoras de todos os tempos enquanto escrevia suas célebres obras?
Descrição:
     Agatha Christie: 66 romances policiais, 20 peças de teatro, 6 romances sob um pseudônimo e mais de 150 contos. Quais são os mistérios que explicam tamanho sucesso?
      Em 2004, um incrível legado foi revelado: Descobertos entre outros objetos deixados na casa da família de Christie estavam seus diários - 73 cadernos escritos à mão com notas, listas e desenhos que apresentavam seus planos para diversos livros, peças e contos. Entre essas relíquias, observações, pistas e notas sobre seus famosos livros, que fascinam gerações de leitores.
      Repleto de detalhes que a modesta autora jamais revelou, Os Diários Secretos de Agatha Christie inclui dois contos inéditos de Poirot. Imperdível!
      
Que mistérios tem Agatha Christie
5 Porquinhos
Um Porquinho foi ao Mercado (market Basing)
1 ” ficou em casa
1 ” comeu rosbife
1 ” nada comeu
1 ” chorou, chorou, chorou
(Caderno 35)
      Quem gosta de histórias de detetive sabe o quanto é difícil adivinhar o assassino de um livro de Agatha Christie. Entre os 66 romances publicados pela rainha do crime, como é conhecida a escritora britânica morta em 1976, aos 85 anos, há finais impensáveis, como um em que o culpado é o próprio detetive e outro em que o assassino não figura por quase toda a história, sendo, portanto, impossível de apontar. Agora, os leitores têm a oportunidade de uma saborosa desforra. Trata-se do livro Os Diários Secretos de Agatha Christie (editora Leya, 480 páginas, 49,90 reais [Atualização: 19,oo reais no submarino!!] ), em que o curador literário do espólio da escritora, John Curran, revela os planos traçados pela autora em seus cadernos de anotação (alguns trechos estão presentes neste post, em itálico).
Moça – (Nova Zelândia) descobre que sua mãe foi julgada e condenada por assassinato – possivelmente condenada a trabalhos f[orçados] – à prisão perpétua e então morreu
Grande choque – Ela é uma herdeira tio deixou-lhe todo seu dinheiro – fica noiva – vê um brilho em seus olhos – decide nesse momento fazer algo a respeito – sua mãe não é culpada – procura H.P.
      Procurando limpar o mínimo possível o caos de anotações de Agatha Christie, Curran transcreveu, comentando e analisando, os 73 cadernos da escritora. Deles, salta uma autora desorganizada, que mistura notas de supermercado com estudos de armas de crimes e argumentos com perfis de personagens que mais tarde podem mudar de nome, mas, principalmente, a fórmula do romance policial que ela herdou e aprofundou, fazendo do gênero um campeão de vendas. Agatha Christie foi traduzida para 45 línguas e, segundo fontes diversas, os exemplares de seus livros vendidos somam 2 bilhões de unidades. Quantia que na lista dos mais vendidos a deixaria atrás somente da Bíblia.
       O gênero detetivesco foi inventado por Edgard Allan Poe, que escreveu apenas quatro histórias do tipo antes de perder o interesse por ele. O primeiro autor a ganhar vulto nessa área foi Sir Arthur Conan Doyle, pai do detetive Sherlock Holmes (1887 e 1927) – do qual, aliás, tentou se livrar e não pôde, impedido pelo público, assim como Agatha Christie tentou abandonar, sem sucesso, o belga Hercule Poirot, seu principal investigador ao lado de Miss Marple.
O passado – há 18 anos? 1920-24
Se não era culpada, quem era?
4 (ou 5) outras pessoas na casa (um pouco como os Borden?)
A mãe matou
A. Marido
B. Amante
C. Tio rico ou tutor
D. Outra mulher (ciúmes)
       Mas foi com Agatha Christie que o romance de detetive conheceu seus maiores voos. A leitura de seus cadernos pode revelar tanto a fertilidade da sua imaginação, como propõe Curren, quanto o seu apreço ao esquema que adotou e ajudou a refinar, como afirma artigo recente da revista The New Yorker. Um formato existe, sem dúvida – e é tão evidente que, como disse o argentino Jorge Luis Borges, depois de atravessar um livro de detetive outras obras podem parecer amorfas ao leitor. É mais ou menos assim: acontece um crime, a escritora apresenta alguns culpados óbvios, fingindo que está ajudando o leitor a desvendar o mistério, para em seguida mudar o rumo da história, descartando suspeitos e confundindo quem lê. Descoberto pelo detetive em questão, o assassino quase nunca protesta. Prefere dizer que a vítima merecia.
       Duas das contribuições de Christie foram a consolidação da excentricidade do detetive – já iniciada por Conan Doyle com Sherlock, que em seu tempo livre deitava no sofá, sobre o efeito de cocaína, e atirava balas contra a parede – e da sua racionalidade. Quando trabalha, o detetive não demonstra emoção. Mas cada pista a que se atém é uma migalha ou uma isca jogada ao leitor, que assim vai se mantendo preso ao livro, acreditando que poderá adivinhar o assassino. Mas já sabemos que, em se tratando de Agatha Christie, será muito difícil.
As 5 pessoas
Miss Williams senhora idosa Caro – devotada a Caroline
Mrs. Sargent – meia-irmã mais velha de Caro – casou-se por dinheiro etc.
Lucy – irmã do marido – violentamente anti-Caro
A. (Ideia) – Caro feriu uma irmã ou irmão quando criança devido a seu temperamento incontrolável – ela acredita que essa irmã ou irmão tenha cometido o crime – por isso acha que está pagando por culpa e fica satisfeita
A irmã ou irmão são no Nº5? – Chora, chora

       Mas o que talvez mais salte ao leitor interessado em história da arte e em fenômenos culturais – categoria em que sem dúvida a literatura de Agatha Christie se insere – seja o pano de fundo em que as histórias são escritas (a Segunda Guerra ecoa sobre as linhas da autora, que se torna como que mais impiedosa) e a dimensão de seu consumo. Não apenas a classe média em busca de entretenimento é leitora da rainha do crime e de seus pares. Ela está na estante de letrados exigentes. Daí eruditos como Borges contarem com o estilo em seu lastro intelectual.
       É claro que se pode dizer do romance detetivesco que seus personagens são rasos. Mas essa é uma condição do gênero: quanto mais opacos, menos dão pistas ao leitor. No caso de Agatha Christie, vê-se que a regra se comprova. E que funciona.



Gostou? Se quiser ler um trecho da introdução do livro, escrita pelo pesquisador irlandês John Curran, clique aqui.

E até o próximo post! ^.~

Leia na fonte: Veja meus livros

Leio, logo indico – Livro: O Natal de Poirot

17:03 A leitora 14 Comentários Categoria : ,

Hey Leitores!
      Se vocês, como eu, gostam de um bom romance policial, já devem saber que esse livro dispensa comentários, já que estou falando de uma obra da rainha do crime: Agatha Christie, a romancista mais vendida de todos os tempos.  Saiba um pouco mais sobre o clássico, que conta com uma de suas mais célebres criações, afinal : "Poirot solucionou alguns intrincados mistérios, mas sua extraordinária inteligência nunca funcionou de maneira tão brilhante como em O Natal de Poirot" (The New York Times).

      Na noite de Natal todos devem estar reunidos com suas famílias, aproveitando o momento para refletir sobre a vida e compartilhar bons sentimentos uns com os  outros…, certo? Mas isso não acontece em “O Natal de Poirot”:

imagem (1)Sinopse: Dessa vez, Simeon, o patriarca dos Lee, resolve convidar todos os filhos para comemorar o Natal na luxuosa mansão da família. É hora de eles deixarem os ressentimentos de lado e visitarem o velho pai. Mas aparentemente as intenções de Simeon não são nobres. Ele quer se divertir às custas do ganancioso grupo de familiares. Tudo começa com algumas alterações em seu testamento... e termina com um assassinato, em um quarto trancado por dentro. Quando Hercule Poirot oferece ajuda para solucionar o caso, encontra uma atmosfera que não é de luto, mas de suspeitas mútuas.

Tá na rede # 4: Hospital de livros em Roma cuida de volumes raros

19:38 A leitora 2 Comentários Categoria : ,

      Hey Leitores!
      Qual é o leitor que não se preocupa em cuidar de seus preciosos livros? Eu mesma fico pensando em mil maneiras de protegê-los. Na cidade onde moro tem muuuuito pó, não há limpeza que dure muito tempo, o jeito é deixá-los em um saquinho plástico, para ver se ajuda a conservá-los. Mas e aqueles livros raros, mega antigos, relíquias, o que fazer com eles quando é o tempo que os consome? Navegando pela internet achei esse artigo super legal e decidi compartilhá-lo com vocês. Espero que apreciem  ;)

Hospital de livros em Roma cuida de volumes raros

Instituto da Patologia do Livro em Roma usa equipe de cientistas para restaurar e avaliar livros preciosos

Foto: AFP



Selinhos ♥ # 3

19:01 A leitora 3 Comentários Categoria : ,


Hey Leitores!
Este é  o primeiro post de 2012, e nele recebo com muita satisfação o selinho e o Meme que o blog parceiro indicou, mais uma vez a Lia, do Verbo Ler me passou um selinho fofo ^.^ Obrigada!!





Regras:
- Responder à pergunta
- Repassar este selo para 12 blogs

Qual o seu maior sonho e o que você faz para conquistá-lo?

Quando vi essa pergunta parei para pensar e percebi que não sabia responder qual era o meu maior sonho. Têm muitas coisas que desejo conquistar, mas como medi-las, como dizer qual a maior?
Acho que algumas pessoas responderiam facilmente, mas sinceramente não sabia oque dizer. Então, pensei nas várias coisas que gostaria de aprender, em tudo o que gostaria de ser, tanto aspectos pessoais como profissionais, e percebi que que meu maior sonho na verdade não está em mim, mas naqueles a minha volta.
Se sonho é algo que  muito desejamos, algo bom, algo que nos faz feliz, só posso dizer que meu sonho está na felicidade, saúde e bem estar das pessoas que amo. Meu maior sonho é que as pessoas a minha volta sejam felizes.
Esse é o maior deles porque é o que mais tem significado para mim, e o que é mais dificil, já que a felicidade se controi dia-a-dia, quando recebemos apoio, atenção, carinho,  … e respeito do que estão à nossa volta. Para conquistá-lo, acho que a única coisa a fazer é aprender cada dia mais, trabalhar e dar o melhor de mim, por mais difíl que isso possa ser, e eu estou tentando, mas o que melhor posso faço para alçança esse sonho é pedir a Deus todos os dias que ilumine a todos nós e no ajude, dando sabedoria e força.
Não sei sem minha resposta está extamente coerente com a pergunta, mas é mais ou menos isso ^.^

Repasso para blogs que sigo e admiro ^^
Bookaholic
Bookaholic World
Cachola literária
Caçadora de livros
Eu leio, eu conto
Hey Evellyn
House of Chick
Ispirazione Journal
Mundo da ficção
Livros & Bolinhos
Pensamento Tangencial
Stolen Nights

Até o próximo post!!